Blog

Transportadoras: os desafios para 2017.

A crise econômica brasileira teve um impacto bastante forte nos serviços das transportadoras brasileiras. Por exemplo, o Transporte Rodoviário de Cargas (TRC) foi o mais afetado pela queda do PIB (Produto Interno Bruto). A retração foi superior a 3% em 2015 e registrou índices aindas maiores em 2016.

Mas nem tudo são más notícias. 50,8% dos transportadores acreditam na retomada do crescimento econômico em 2017, 18,9% em 2018 e 13% a partir de 2019 (pesquisa realizada pela CNT – Confederação Nacional de Transportes).

Mais uma boa notícia é que o pior momento das transportadoras no Brasil já passou e, de acordo com o cenário atual de mudanças e melhorias propostas, os números vão começar a ser favoráveis.

Um dos maiores desafios a ser enfrentado pelas transportadoras em 2017 vai continuar sendo a falta de investimento em rodovias seguras. Outro desafio será a adaptação aos novos parâmetros de responsabilidade ambiental, que devem passar pela modernização dos motores dos veículos movidos a diesel.

Além disso, com a recessão econômica, o mercado tornou-se automaticamente mais competitivo, fazendo com que os clientes queiram mais eficiência e agilidade nas entregas.

A resposta a estes desafios deve passar, por exemplo, pela capacitação cada vez maior dos profissionais (motoristas), para que tenham as qualificações técnicas necessárias para lidarem com o crescimento das novas tecnologias. Cada vez mais transportadoras têm optado por sistemas automatizados de gestão específicos para o setor de transporte de cargas, melhorando assim os resultados, a qualidade dos serviços oferecidos e, em simultâneo, diminuindo custos.

Fontes:

http://www.cnt.org.br/


Voltar

Temos o que sua empresa precisa para dar o próximo passo!