Blog

Rode tranquilo com estas dicas sobre pneus.

Uma das grandes dificuldades para qualquer transportadora é a redução de custos. Entre os principais, estão os pneus, considerados o terceiro maior gasto das empresas de transporte de cargas, atrás apenas do combustível e manutenção.

Como peça importante para o transporte rodoviário e até ao momento impossível de substituir, a melhor forma de diminuir essa despesa é aumentando a vida útil dos pneus, que depende de vários fatores como a qualidade do produto, as características dos trechos percorridos, a conduta do motorista e principalmente a gestão e manutenção correta.

20% dos acidentes em rodovias acontecem por falta de cuidados com os pneus, sendo que 10% são causados por deficiência na calibragem (dados do DENATRAN – Departamento Nacional de Trânsito). A seguir relacionamos para você algumas recomendações:

Verifique a pressão dos pneus uma vez por semana, no mínimo, inclusive o estepe. Os pneus devem estar frios, portanto faça isso em casa ou no posto mais próximo. A calibragem de forma uniforme evita danos no veículo, trepidações e diminui o consumo de combustível;

O rodízio deve ser realizado a cada 5.000 quilômetros, incluindo o estepe quando possível (o pneu sobressalente deve ter exatamente as mesmas características dos demais pneus do veículo). Esse procedimento aumenta a vida útil em 25%.

Sempre que surgirem trepidações ou vibrações no volante, faça alinhamento de direção e balanceamento das rodas;

Evite estacionar o veículo sobre óleo, solvente ou qualquer derivado de petróleo;

Respeite os limites de velocidade e carga máxima indicados nos pneus;

Sempre que possível, evite estradas ou ruas ruins, com muitos obstáculos;

Faça constantemente a manutenção de todo o veículo. Amortecedores, molas, freios, rolamentos, eixos e rodas atuam diretamente sobre os pneus;

O excesso de peso compromete a estrutura do pneu e aumenta o risco de danos ou de alterações estruturais importantes;

Guarde os pneus que não estão sendo usados em um local seco, livre de matérias químicas;

Evite dirigir agressivamente, com freadas fortes e mudanças bruscas de direção. Nunca ignore a existência de lombadas, buracos e imperfeições de piso;

Utilize um software para o controle de pneus que possa auxiliar sua transportadora na gestão da frota, mantendo, por exemplo, os registros das manutenções preventivas e corretivas dos veículos, realizando assim o controle dos pneus por meio do número de fogo e gerando informações sobre a vida útil e histórico de recapagem.

 

Voltar

Temos o que sua empresa precisa para dar o próximo passo!