Blog

Como definir uma carreira de sucesso em empresas de transporte.

 O setor de transporte demanda uma especialização cada vez maior dos profissionais, em razão de fatores como os diferentes segmentos de negócio, normas regulatórias e um mercado competitivo.

Em entrevista à Agência CNT de Notícias, a Gerente Executiva da Fundação Dom Cabral, Silene Magalhães, fala sobre a formação de lideranças e especialização para o setor e a contribuição que jovens gestores e líderes podem dar às organizações que atuam com o transporte. 

Como um profissional que quer se preparar para ser gestor de uma empresa deve planejar a sua qualificação?
Acredito que são necessários alguns passos ao profissional para planejar sua qualificação. Primeiro, que tenha clareza das suas habilidades, forças, fraquezas e, sobretudo, o direcionamento que quer dar à sua carreira, seja ela mais técnica, mais gerencial ou acadêmica. O segundo passo é o de traçar metas de curto, médio e longo prazo. Busque diferenciais para sua atuação de acordo com as demandas do mercado atual e, sobretudo, da empresa ou organização em que você atua. Por fim, mantenha-se atualizado, por meio de mecanismos formais ou informais. Os requisitos mínimos para uma função gerencial foram e estão em constante ampliação. Para atuar no setor de transporte, aprofunde-se no tema.

Há requisitos importantes para que a pessoa possa traçar uma carreira de sucesso nessa área?
Conhecimento técnico, habilidades gerenciais e comportamentais são essenciais. Os principais requisitos são proatividade, orientação para resultados e capacidade de trabalhar em equipes.

Quais os desafios que enfrenta quem opta por esse caminho profissional?
Manter-se atualizado é um deles. A evolução e transformação tecnológica já chegaram ao setor de transporte e estão exigindo cada vez mais das pessoas, seja em funções gerenciais ou operacionais. No passado, para trabalhar como caminhoneiro, apenas ser um bom motorista era suficiente. No passado, para trabalhar como caminhoneiro, apenas ser um bom motorista era suficiente. Hoje, os requisitos tecnológicos são indispensáveis, bem como aspectos comportamentais e éticos.

A preparação deve ser especializada quando se trata do setor de transportes?
Sim. As decisões ultrapassam o contexto de custos operacionais, o equilíbrio entre planejamento de curto e longo prazo, o entendimento correto da demanda, a visão ampliada e sem fronteiras do mundo e a evolução tecnológica, já citada anteriormente.

O que os profissionais mais jovens podem oferecer para a empresa, quando se fala de cargos estratégicos na corporação?
Existe uma grande discussão sobre o equilíbrio entre várias gerações numa organização, seus riscos e oportunidades. Na minha opinião, o segredo está em aprender o que existe de melhor em cada uma dessas gerações. Jovens são sempre bem-vindos. Trazem ideias novas, novas formas de comunicação, questionamentos éticos e morais impensáveis para gerações mais velhas. Combinar conhecimentos e experiência com novos talentos e novas ideias pode ser uma alavanca para as organizações.

E quais são os erros que tendem a cometer?
Desprezar o conhecimento existente, não conhecer a cultura da empresa, acreditar que conhecimento teórico é mais relevante do que habilidades comportamentais e, sobretudo, pressa.

Porque é importante pensar estrategicamente na administração de uma empresa de transporte, em suas diferentes áreas?

O setor de transporte, assim como qualquer outro no atual mundo dos negócios, está inserido em um mundo que chamo de "Ambiente VUCA" - Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo. O transporte, em especial no Brasil (pela sua extensão territorial), é um tema estratégico e deve ser gerido como tal. 


FONTE: http://www.cnt.org.br

TAGS: NOTÍCIAS   TRANSPORTADORAS   DESAFIOS   MELHORIAS   ESPECIALIZAÇÃO

Voltar

Temos o que sua empresa precisa para dar o próximo passo!